idos e vindas .

16/08/2010

por quantas vezes não procuramos entre as palavras mortas, que já não significam mais o que disseram, que foram verdade e se tornaram indiferentes, matar o desejo de olhar sobre o caminho de todo tempo morto? os passos que desenharam o tempo e a trilha até aqui – os pés caminham.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: