Archive for Outubro, 2011

1989.

31/10/2011
Com muitas mãos agarrando pedras, escavando a terra para sepultar os trechos e as passagens dos caminhos até aqui. Após vinte e dois anos, atingimos o auge de nossas loucuras, estar no topo é estar em perigo, esta foi a paranóia pregada nas salas e nos corredores institucionais da vida. Somos as criaturas vis que ousam matar o próprio criador, com desculpas para cada lacuna nos argumentos, caçando e pilhando até a poeira da estrada.
A herança que herdamos permanece intacta, mirrada e bem escondida nos arbustos incongruentes da mata-virgem. O corte da faca. As intenções afiadas. Os livros cativos onde as informações queremos ocultar. É uma palavra ingênua contra um insulto deslavado, é uma pequena mácula frente a toda malícia cultivada a partir de obscenidades irrelatadas. A obra-prima de gerações e maturações, somos filhos mimados e filhos anônimos, vestimos a carapuça feita sob medida por décadas de antecipação e expectativas patéticas: o homem que foi à Lua, o homem que criou o tempo, o homem que reinventou o homem. Quisemos crescer para tornarmo-nos piores, fazer jus a essas audácias que são aperitivos para os ímpetos desenfreados, outorgar-nos deuses a nossa imagem e semelhança, mas com os anos, as figuras serão apenas as caricaturas das dissimulações mais sinceras e das paixões mais caídas que encontrarmos para enfeitar a casa. Faz tempo, o espantalho foi desmascarado e a gentileza deixou o barco de vez.
Não somos fáceis, e sabemos dançar num pé só, na corda esticada sobre o desfiladeiro.

reconstituição.

23/10/2011

foi no cair da noite, ele buscou o whisky, bebeu e chorou. Nem tão no fundo, sabia bem o que aconteceria, os minutos afundavam como pedra no seio da penumbra, a luz da luminária tocava fragilmente os cantos apartados – no chão, papéis, cartas, documentos. As distâncias dos anos maiores que os quilômetros, a distância no coração sempre a maior dentre as outras. Faminto, tentava alimentar-se sobre velhas manias e ideias falsas, comer o papel rasgado com palavras sobrecarregadas de tinta e rancor, nada lhe enchia o desejo nem o ânimo. Já enxergava a morte nos textos escritos, nas bulas, nas propagandas insistentes, na mensagem escorrendo pelas caixas do rádio.

não muito certo das pistas que devia seguir e das que devia queimar, reunia as provas do crime ao seu redor, com a arma fumegante em mãos, pronto para matar, eternamente à espera de liberdade, preso naquele quarto tépido. Criou paradigmas para se encaixar, tão fora do espectro da história, não tinha as medidas das roupas que o vestia. Buscou concretizar em si e ser o bastante, o frágil ser humano que se erguia naquele apartamento amarelado esboçava a figura de um homem – mas os segundos mataram suas melhores horas. Ele temia e sabia o que temia, olhava o relógio, esperava. Viam-no beijando o cadafalso para aceitar seu destino, resignado. Envelhecera.

à deriva.

22/10/2011

queime os campos e reze por chuva.

ltda.

13/10/2011
eu vivo a metodologia dos tubarões, com uma gravata de fibra de carbono e um aperto de mão eletrônico, ainda assim há compaixão na minha voz quando falo sobre liquidez e especulação. Quando você perguntar sobre mim, não pergunte sobre mim, vamos falar sobre meu portfólio, que está em alta, com mais ações no mercado de capitais, eu abri uma nova franquia, remodelei as estratégias para maior rentabilidade, refiz a maior parte das metas para encaixar na anual. Vou explicar um pouco sobre minha vida, veja, e aprenda, como ajustar lucros e pagar menos impostos, esse é o caminho, um caminhão de dólares – a tarifação alfandegária está cada vez mais abusiva, vou lhe mostrar a dedução contábil, que é o método dos lagartos. Já lhe falei das minhas virtudes? Acompanhe como faço esse cálculo bater, os juros estão estipulados, mas repare como eu posso colocar um adicional a curto prazo, pronto!, os valores futuros estão ajustados, é só esperar pela receita no balanço. Não perca essa chance. Entre no meu quarto, olhe o armário cheio de parafernálias, que não sei onde vou usar, mas saíram pelo melhor custo, você sempre pode pechinchar, o segredo é sempre agradar os acionistas, você sempre pode comprar mais, tudo de última geração: LED high definition digital smartphone wireless. Se você tentar seguir o meu conselho, me dê um feedback, vamos fazer um brainstorming para projetos inovadores, teremos um canal com o consumidor, realizar auditorias e criar vários processos em rede, seremos os melhores amigos de emails internos, vamos crescer juntos, 40% ao ano.